logo-lierj

Carta de despedida – Renato Thor

logo-lierjCaros sambistas e admiradores do Carnaval da Série A,

Não foram poucos os obstáculos que encontramos pela frente quando aceitamos o desafio de criar a Lierj, em 2012. Após receber dois grupos de acesso que estavam, naquela altura, totalmente desacreditados, precisávamos atuar não só para recuperar a credibilidade do espetáculo como para devolver ao folião a alegria em defender o pavilhão na avenida. Dessa forma, mesmo sabendo que a missão não seria fácil, não podia ignorar os pedidos sinceros de cidadãos humildes de diversas comunidades, que clamavam pela valorização do produto cultural e, principalmente, por resultados justos. Então, aceitei ser um dos líderes daquele novo time, na época, como vice-presidente.

E foi na base do trabalho e da competência que conseguimos gerar frutos impressionantes em um curto espaço de tempo, fato ratificado e exaltado pela mídia e por formadores de opinião. Criamos a Série A, um modelo inovador que colocou a sexta-feira e o sábado de Carnaval no calendário de eventos do Rio de Janeiro. Os efeitos foram tão positivos que conquistamos o apoio de diversos parceiros, como a Liesa e a TV Globo, que passou a transmitir os desfiles. Além disso, voltamos a valorizar as raízes, colocando ingressos a preços populares e aproximando o público das agremiações.

Ano a ano, a gestão foi se aprimorando e as escolas de samba evoluindo cada vez mais. Por mais que as inúmeras dificuldades fossem aparecendo, a paixão pelo samba ia falando mais alto. Assim, a partir de 2018, dei continuidade ao bom trabalho que já estava em andamento, assumindo o cargo de presidente.

E olha que não foram poucas as barreiras que tivemos que ultrapassar. Além de nos depararmos com sucessivos cortes de verba por parte da Prefeitura, sofremos junto com as agremiações para encontrar alternativas e viabilizar a produção dos desfiles, uma vez que muitas foram despejadas dos barracões sem qualquer indicação de novos locais por parte do poder público. Isso sem falar no temporal que assolou a cidade em pleno dia de desfile, alagando diversas ruas e o próprio Sambódromo. De maneira serena, usamos o bom senso e conseguimos administrar a situação de forma satisfatória, sem colocar em risco as apresentações, os espectadores e os desfilantes.

Vale ressaltar que, desde o primeiro dia da gestão, todos os atos foram realizados com total transparência e conformidade com o que rege o estatuto da Liga, sem histórico de questionamentos por parte de quaisquer agremiações. Desde o início, o objetivo era agir em prol do coletivo, sem deixar espaço para ego, vaidade e, principalmente, ambição ao poder e interesses pessoais, que jamais podem ser colocados à frente das comunidades, dos foliões e dos sambistas.

Infelizmente, não é possível agradar a todos. Por isso, com a consciência limpa e a total tranquilidade de que o trabalho foi bem executado ao longo desses oito anos, me despeço da presidência da Lierj, deixando votos para que as conquistas não sejam esquecidas e o Carnaval da Série A possa seguir em crescimento na próxima gestão.

Agradeço o respeito com que dirigentes, presidentes e integrantes de todas as escolas de samba que já passaram pela Liga trataram a mim e minha equipe durante todo esse tempo. Desejo sorte e sucesso para que todos possam honrar suas bandeiras e seguir militando incansavelmente em prol do maior espetáculo cultural do planeta.

Atenciosamente,

Renato Thor

logo-lierj

Nota oficial – mudança na direção de Carnaval

logo-lierjA Liga das Escolas de Samba do Rio de Janeiro anuncia que o cargo de direção de Carnaval da entidade passará por mudanças para o Carnaval 2020. A Lierj agradece a Rodrigo Soares pelo período em que esteve à frente do departamento e deseja sucessos nos próximos projetos.

A Lierj ressalta que anunciará em breve o nome do novo diretor.

40299644383_48572c9998_k

Estácio de Sá é campeã do Carnaval 2019 da Série A

40299642363_72c43b8083_zA Estácio de Sá é a grande vencedora do Carnaval 2019 da Série A. Com um enredo sobre o surgimento da imagem do Cristo Negro de Portobelo, no Panamá, a vermelha e branca encantou o público e os jurados e levou o troféu, garantindo uma vaga ao Grupo Especial em 2020. A vice-campeã foi a Acadêmicos do Cubango.

Confira a classificação final:

1º Estácio de Sá
2º Acadêmicos do Cubango
3º Unidos do Porto da Pedra
4º Império da Tijuca
5º Acadêmicos de Santa Cruz
6º Unidos de Padre Miguel
7º Renascer de Jacarepaguá
8º Unidos de Bangu
9º Inocentes de Belford Roxo
10º Unidos da Ponte
11º Acadêmicos da Rocinha
12º Acadêmicos do Sossego
13º Alegria da Zona Sul

logo Carnaval 2019 LIERJ

Bateria será o primeiro critério de desempate no Carnaval 2019 da Série A

logo Carnaval 2019 LIERJO quesito bateria será o primeiro critério de desempate na apuração desta Quarta-feira de Cinzas, que definirá o campeão do Carnaval 2019 da Série A. Em sorteio realizado na sede da Lierj, nesta tarde, conforme regulamento, ficou definida a seguinte ordem de abertura dos envelopes:

1 – Alegorias e adereços
2 – Mestre-sala e porta-bandeira
3 – Harmonia
4 – Fantasia
5 – Enredo
6 – Samba-enredo
7 – Evolução
8 – Comissão de frente
9 – Bateria

A apuração acontece logo após o resultado do Grupo Especial, na Praça da Apoteose, por volta das 18h.

vir

Desfiles da Série A prometem encantar o folião a partir de sexta-feira

viradQuando o relógio marcar dez e meia da noite de sexta-feira, dia 1º de março, o folião pode esperar vários espetáculos consecutivos repletos de criatividade, energia e, principalmente, emoção. Ao todo, 13 escolas de samba desfilam na Marquês de Sapucaí, em dois dias, para mostrar por que o Carnaval do Rio continua sendo o mais empolgante do mundo.

Na primeira noite, desfilam Unidos da Ponte, Alegria da Zona Sul, Rocinha, Santa Cruz, Unidos de Padre Miguel, Inocentes de Belford Roxo e Sossego. As escolas terão entre 45 e 55 minutos para mostrar os enredos, que prometem mostrar a diversidade religiosa, contar fatos da história e promover grandes homenagens.

O horário e o tempo de desfile são os mesmos no sábado, quando chegam Unidos de Bangu, Renascer de Jacarepaguá, Estácio de Sá, Porto da Pedra, Império da Tijuca e Cubango. Os temas seguem variados, indo da fé até a alimentação. Todos devem levar entre duas e quatro alegorias.

Para conhecer a campeã, será necessária uma rigorosa avaliação em nove diferentes quesitos, que vai ser feita por um corpo julgador formado por 36 profissionais. A apuração será realizada na Quarta-feira de Cinzas, por volta das 17h, quando será conhecida a agremiação que subirá ao Grupo Especial em 2020.

Desfiles das escolas de samba da Série A
Carnaval 2019
Horário de início nos dois dias: 22h30
Venda de ingressos: até as 23h ou até esgotarem