logo-alegria-da-zona-sul-lierj

Alegria da Zona Sul

Carnaval 2018

G.R.E.S. Alegria da Zona Sul
Sábado, 10 de fevereiro
Concentração: Correios
1ª a desfilar
22h

Endereço da quadra: Rua Saint Roman, 176, Copacabana
Fundação: 28 de julho de 1992
Cores: vermelho e branco
Presidente: Marcus Vinícius Almeida
Carnavalesco: Marco Antônio Falleiros
Diretor de Carnaval: Flávio Azevedo
Diretores de Harmonia: Carlos Jorge, André Jalles e William Esteves
Mestre de bateria: Claudinho
Rainha de bateria: Anny Santos
Mestre-sala e porta-bandeira: Diego Machado e Alessandra Chagas
Coreógrafo da comissão de frente: Leandro Azevedo
Alas: 18
Carros alegóricos: 4
Classificação em 2017: 13º

Samba-enredo

Autores: Samir Trindade, Telmo Augusto, Fernandão, Girão, Marco Moreno, Marcelão da Ilha e Thiago Meiners
Intérprete: Igor Vianna

Jejê-Nagô ôôô
Ilumina meu caminhar
Diziam meus ancestrais na infinita imensidão
Voduns são a matiz da criação
Fui batizada Luiza, vi a fúria do invasor
Eu sou a virtude de Daomé
No meu sangue, a minha fé, bravura pra enfrentar
Coragem norteando o meu destino
Aprisionada aos porões no além-mar

Ô saudade que navega em águas claras
Fortaleza de um nobre coração
Salvador, então “africanizada”
Negra herança, raiz do meu chão

Lutar, para sempre lutar
À luz de Allah, a insurreição
Na pele, a força que inflama a negritude
Na revolta, atitude, pela libertação
Um grito por igualdade, orgulho dos ancestrais
A chama que persiste é esperança
Mesmo traída não me calarei jamais
A raça não se curva a chibata
Poesia eternizada nos meus ideais

Bate o tambor, um canto ecoa!
Ô kolofé, kolofé malê
Incorpora minha alma africana
Alegria é resistência, faz o sonho florescer